terça-feira, 15 de agosto de 2017

Pai é preso após resgatar filho de dentro do carro do Iases em Vitória

ESPIRITO SANTO

Richard Cleverson de Oliveira, de 37 anos, afirmou que tomou atitude pois o filho disse que estava sofrendo ameaça de morte na unidade

Um pai foi preso em flagrante depois de  resgatar o filho de um carro do Iases. 

Richard Cleverson de Oliveira, de 37 anos, e mais dois amigos, protagonizaram uma cena digna de cinema no final da tarde de segunda-feira (14), em Vitória, para libertar três adolescentes que seguiam para uma consulta médica.

Adolescentes seguiam do Iases (foto) para uma consulta médica em Vitória
Adolescentes seguiam do Iases (foto) para uma consulta médica em Vitória

Os três jovens saíram do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), em Cariacica, com destino ao Departamento Médico Legal, em Vitória. Um deles havia brigado com um interno e precisou passar por exames.

Quando o carro em que eles estavam, uma Doblô, passava pela Avenida Leitão da Silva, o veículo foi interceptado por um Fiesta preto, que seguia na contramão. Faziam a escolta dos adolescentes apenas dois agentes socioeducativos.

Do Fiesta, desceram três homens com as mãos por baixo das camisas, simulando estarem armados. Os suspeitos deram ordens para que o agentes ficassem calados, sob ameaça de serem mortos caso tentassem reagir.

Rapidamente os três adolescentes desceram da Doblô e entraram no Fiesta. Os suspeitos fugiram do local em alta velocidade no sentido Centro de Vitória.

Os agentes seguiram até a 1ª Delegacia Regional de Vitória, onde contaram o que havia ocorrido e acionaram a Polícia Militar.

Perseguição

Deu-se início a uma perseguição e o Fiesta foi localizado pela PM quando passava pelo Centro da Capital. Os militares afirmam que deram ordem de parada, mas que ela foi ignorada pelos suspeitos.

Uma segunda tentativa de parar o Fiesta foi feita com um cerco policial. Os suspeitos foram parados pela polícia. Porém, os três adolescentes conseguiram fugir.

Já Richard, e os dois amigos que o ajudaram na fuga, identificados como Felipe Rampineli Campos, de 18 anos, e Jobson Faria da Silva, de 22, chegaram a correr, mas foram capturados pela polícia.

O trio foi levado para a delegacia e confessou o crime. Em depoimento, Richard contou que durante uma visita ao filho, no dia 06 deste mês, o jovem disse que estava sendo ameaçado de morte por alguns internos e pediu ajuda ao pai para fugir.

O adolescente disse que iria simular uma briga, para que pudesse sair do Iases. Foi então, que Richard pediu ajuda aos outros dois amigos e conseguiu libertar o filho. Os três foram autuados por darem fuga aos adolescentes e levados para o presídio.

Internos destruiram centro socioeducativo após rebeliões em Luziânia

GOIÁS 

Menores infratores abriram buracos em paredes dos alojamentos e portas de metal. Agentes que trabalham na unidade reclamam da fragilidade da estrutura.


sábado, 12 de agosto de 2017

AGENTES SOCIOEDUCATIVOS OCUPARAM A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PARA REIVINDICAR PORTE DE ARMA

Minas Gerais

AGENTES SOCIOEDUCATIVOS OCUPARAM A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA.




A CLASSE REIVINDICA APROVAÇÃO DO PROJETO DE LEI DO CABO JÚLIO QUE CONCEDE DIREITO A PORTE DE ARMA



Projeto de Lei nº 1.973/2015 de autoria do Deputado Cabo Júlio que dispõe sobre o porte de arma de fogo para os Agentes Socioeducativos está pronto para ser votado em plenário.

Os agentes socioeducativos ocuparam a Assembleia Legislativa e reivindicaram a inclusão do projeto na pauta, pois trata-se de uma medida necessária para segurança da classe, visto que lidam com infratores a todo momento.

Para o deputado Cabo Júlio este foi um importante passo para a classe: “O porte de arma de fogo fora de serviço justifica-se como medida necessária para ampliar a segurança pessoal dos agentes e seus familiares. Sendo responsáveis pela manutenção da ordem em estabelecimentos socioeducativos do Estado, esses agentes da administração não raramente são ameaçados pelos presos, chegando mesmo a ser alvo de atentados contra suas vidas, inclusive fora de serviço. Hoje demos um grande passo” destacou o parlamentar.

Após acordo com o líder do governo o PL será incluído na ordem do dia.


http://blogdocabojulio.blogspot.com.br/2017/08/agentes-socioeducativos-ocuparam.html

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Após dois dias da fuga de 34 internos, menor é morto enforcado no Centro Dagmar Feitosa

Um menor infrator morreu na manhã desta quarta-feira (9) no Centro Socioeducativo Assistente Social Dagmar Feitosa, localizado no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. 

O adolescente, de 16 anos, foi enforcado por Jhonatan Pires, que havia completado 18 anos no último dia 23. Para realizar o homicídio, Pires utilizou o lençol da cama do quarto que os dois dividiam



O caso ocorreu por volta de 11h30 da manhã, quando o menor havia voltado da sala de aula e os socioeducadores estavam servindo o almoço do dia.
Segundo titular da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) Graça Prola, a morte do adolescente foi uma surpresa. “Nós estamos investigando qual foi a motivação, os dois não tinham histórico de briga ou discussão aqui dentro”, afirmou.

A titular da Sejusc disse ainda que o menor estava apreendido na unidade por homicídio.

Leia também:  Fuga em massa: mais de 30 infratores abrem buraco no muro e deixam centro socioeducativo na Alvorada

Prola também afirmou que o homicídio não teve ligação com a fuga dos 34 jovens, que ocorreu na última segunda-feira (7). Nenhum dos dois envolvidos no caso  havia se evadido.

O autor do homicídio foi preso em flagrante e encaminhado ao 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Jhonatan é reincidente e estava no local há 6 dias na unidade, por roubo qualificado.

Onze internos continuam foragidos 

Na última segunda-feira (7), 34 internos se evadiram do Centro Socioeducativo Assistente Social Dagmar Feitosa. A fuga ocorreu durante as aulas do Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Após arrombarem as portas das salas, os jovens fizeram um buraco no muro dos fundos do local, utilizando uma tampa de bueiro. Os primeiros internos foram recuperados ainda nas ruas do bairro. Até o momento, dos 34 foragidos, 23 jovens foram recapturados e 11 continuam evadidos.

Roger Lima
EM TEMPO

http://www.emtempo.com.br/apos-dois-dias-da-fuga-de-34-internos-menor-e-morto-enforcado-no-centro-dagmar-feitosa/

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Deputado Coronel Telhada fez uma indicação ao governador para incluir os servidores da Fundação Casa no direito a ter o porte de arma.

Foi publicado no diario Oficial na data de hoje 09/08/2017 a indicação do Deputado Estadual/SP Coronel Telhada - PSDB para alterar a legislaçao para instituir porte de arma aos integrantes da fundação CASA.

Há dois anos atrás o deputado coronel telhada prometeu que iria nos ajudar em nossa luta.
conforme publicamos em nosso canal do youtube



A imagem pode conter: texto

https://www.imprensaoficial.com.br/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=/2017/legislativo/agosto/09/pag_0013_BOQJSIHPGVRJNe3AMRK42F16OPQ.pdf&pagina=n13&data=09/08/2017&caderno=Legislativo&paginaordenacao=100013

terça-feira, 1 de agosto de 2017

AGENTE DE SEGURANÇA SOCIOEDUCATIVO SOFRE TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM DIVINÓPOLIS

Agente de Segurança Socioeducativo lotado no CSE Divinópolis, sofreu uma tentativa de homicídio na tarde de hoje (01/08) quando retornava para sua residência, juntamente com sua família.

Quando retornava para casa, o servidor percebeu algo estranho, e entrou rapidamente na garagem e fechou o portão. 

“Não foi uma coisa de assalto não, se quisessem meu carro teriam pareado a moto e mandado parar" explicou o agente socioeducativo.

Ele ainda afirmou que quando avistou o elemento na garupa com a arma em punho, entrou rapidamente em sua residência. Nesse momento os meliantes achando que ele iria passar por dentro da garagem e sair no corredor, efetuaram vários disparos de arma de fogo.

O servidor alegou que certamente o alvo não era o carro, e sim, ele próprio.
Aliviado, ele explica "graças a Deus não acertou ninguém, minha filha e esposa haviam saído a uns 10 minutos aproximadamente."

Nenhum texto alternativo automático disponível.A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Fica toda a indignação dos agentes de segurança socioeducativo de Minas Gerais, esse fato demonstra a nossa total fragilidade enquanto profissionais da segurança pública



#PL1973 e #PL3722 já

Temos direito a defender o bem maior que é nossas vidas

 SINDSISEMG

 

 https://www.facebook.com/sindsisemg.org.br/?fref=mentions


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Fundação Casa estuda ampliação do atendimento em Presidente Bernardes para 2018


Anúncio foi feito nesta quinta-feira (27). Dois novos módulos deverão ser colocados em funcionamento e atingir a capacidade total de 128 adolescentes.

Márcio Rosa visitou unidades da Fundação Casa do Oeste Paulista nesta quinta-feira (27) (Foto: Fundação Casa/AI)
Márcio Rosa visitou unidades da Fundação Casa do Oeste Paulista nesta quinta-feira (27) (Foto: Fundação Casa/AI)


Em visita ao Oeste Paulista nesta quinta-feira (27), o presidente da Fundação Casa, Márcio Fernando Elias Rosa, que também é secretário estadual da Justiça e Cidadania, informou ao G1 que está em estudo e “quase pronto” o funcionamento de dois novos módulos em Presidente Bernardes, o que ampliará o atendimento aos adolescentes infratores na região de Presidente Prudente.

 A previsão é de que o serviço seja colocado em funcionamento em 2018.

O presidente da instituição explicou que, atualmente, a unidade da Fundação Casa em Presidente Bernardes atende 32 jovens, número da capacidade do módulo em funcionamento. Entretanto, o local é dividido em três módulos e tem a capacidade total para atender 128 adolescentes. Os outros dois espaços poderiam receber 32 e 64 adolescentes.


Márcio Rosa visitou unidades da Fundação Casa do Oeste Paulista nesta quinta-feira (27) (Foto: Fundação Casa/AI)
Márcio Rosa visitou unidades da Fundação Casa do Oeste Paulista nesta quinta-feira (27) (Foto: Fundação Casa/AI)

No Oeste Paulista, ainda há duas unidades com capacidade para 64 pessoas, que ficam em Irapuru. A cidade foi a primeira – seguida de Presidente Bernardes – de uma série de visitas que Márcio Rosa fará nas instituições do Estado de São Paulo, isto porque a presidência foi assumida no dia 5 de julho.
“Temos 145 unidades em todo o Estado. A região [do Oeste Paulista] recebe 10% destas unidades”, disse ao G1.

Ao conhecer as unidades da Fundação Casa da região, Márcio Rosa relatou que ficou "impressionado com o funcionamento”.

Márcio Rosa visitou unidades da Fundação Casa do Oeste Paulista nesta quinta-feira (27) (Foto: Fundação Casa/AI)
Márcio Rosa visitou unidades da Fundação Casa do Oeste Paulista nesta quinta-feira (27) (Foto: Fundação Casa/AI)

“Há equipes de trabalho qualificadas, mas há uma necessidade de acompanhar de perto, conhecer a necessidade dos servidores, aplicar boas práticas. É importante a motivação dos colaboradores e precisamos trabalhar com uma política de maior aproximação com a sociedade civil e prefeituras”,

Até o momento, não há previsão de novas unidades em outras cidades na região. Somente os dois novos módulos em Presidente Bernardes, com o intuito de atender a capacidade total de 128 adolescentes. Nas unidades de Irapuru, a população atual é de 66 em uma e de 65 na outra.


http://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao/noticia/fundacao-casa-estuda-ampliacao-do-atendimento-em-presidente-bernardes-para-2018.ghtml


Presidente da Fundação Casa verifica trabalhos no Oeste Paulista



video


terça-feira, 25 de julho de 2017

Agente da FASE Morre após ser baleada dentro de casa em Uruguaiana

Caroline Moraes Tubino, 30 anos, chegou a ser atendida em hospital, mas não resistiu


A Polícia Civil investiga a morte de uma agente da Fase, baleada dentro de casa, na manhã desta segunda-feira (24), em Uruguaiana, na Fronteira Oeste.

Vítima foi baleada dentro de casa enquanto marido trabalhava na fundação

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, close-upCaroline Moraes Tubino, 30 anos, agente da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase) de Uruguaiana, na Fronteira Oeste, morreu após ser baleada dentro de casa, nesta segunda-feira. 

 Ela foi levada ao Pronto-Socorro após ser encontrada ferida pela mãe. 
Ela chegou desacordada ao hospital e não resistiu aos ferimentos.

A mãe da vítima encontrou Carol atingida por dois tiros, um na nuca e outro nas costas.

A Delegacia de Atendimento à Mulher investiga o caso e, até o momento, não tem suspeitas do autor do disparo.

O marido de Caroline, que também é agente da Fase, estaria trabalhando no momento do crime, de acordo com a polícia. 






Cresce número de jovens internos

O número de jovens infratores internos nas unidades da Fundação Casa do Grande ABC é atualmente de 391, cerca de 7,12% maior do que no ano passado.

Em entrevista ao Diário, o novo diretor da instituição e Secretário da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado, Márcio Elias Rosa, afirmou que aposta na integração com os municípios para impedir que adolescentes retornem à criminalidade.

O índice de reincidência da instituição é de 19%, o que segue a média do Estado, mas pode ser maior se considerados os que completam a maioridade e ingressam no sistema prisional. Conforme estimativas não oficiais, este número pode chegar a 30%.

“A minha prioridade é estabelecer aproximação com os municípios e colocar a Fundação Casa à disponibilidade. Isso para fazer uma política que para quando o jovem saia da internação, tenha melhor emprego, qualificação profissional e acesso a serviços como o Cras (Centro de Referência de Assistência Social). E também colocar à disposição a expertise e conhecimento técnico da Fundação, que pode orientar as prefeituras e intensificar o diálogo”, afirmou Rosa, que também deve buscar a integração com demais agentes como o Tribunal de Justiça, a Defensoria Pública e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Segundo ele, isso deve gerar reflexo direto na redução do número de internos.Se comparado a 2006, ano em que a primeira unidade da região foi implantada em Mauá, o número de jovens dos sete municípios que deram entrada (foram registrados, mas não permaneceram por muito tempo na instituição) aumentou 77,64%. O pico ocorreu em 2014, com 1.183 entradas, número que foi reduzido a 739 no primeiro semestre deste ano (mais detalhes ao lado). Atualmente são sete unidades no Grande ABC, sendo três em São Bernardo, duas em Santo André, uma em Diadema e uma em Mauá.

“O número cresce, infelizmente, de maneira proporcional aos índices de violência, e atualmente temos a redução. Não me parece um aumento excessivo (o número de internos hoje na região), também consequência do crescimento da população jovem”, afirma Rosa, substituto de Berenice Giannella, que ficou 12 anos à frente da instituição – ela assumiu quando ainda era Febem (Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor).

Antes de a Febem virar Fundação Casa, os atendimento aos jovens infratores do Grande ABC eram realizados na Capital até 1998, quando houve o primeiro programa de descentralização. Em 2006, já como Fundação Casa, houve construção de diversas novas unidades.



Abertura de vagas não é prioridade da nova gestão

Com a meta principal de fortalecer os vínculos com os municípios, o presidente da Fundação Casa, Márcio Elias Rosa, afirmou que não deve abrir novas vagas na instituição. Segundo ele, isso não é prioridade. Atualmente, no Grande ABC, cada unidade de internação tem capacidade para atender a 64 adolescentes.

Somente a Casa Mauá tem um jovem a mais. A única unidade de semiliberdade das sete cidades, localizada em São Bernardo, pode atender 20 jovens, mas tem 24. “Não há em nenhuma unidade problema de superlotação. O que às vezes acontece é existir dois ou três adolescentes além (da capacidade), mas não há comprometimento do conforto da medida socioeducativa. Quando ocorre é esporádico e pode ser resolvido em semanas.”

Nos próximos dias, Rosa deve iniciar a visitação a todas as unidades do Estado. Ele também adiantou que deve incluir nova portaria sobre um programa de assistência religiosa nas unidades, para que todas religiões desenvolvam projetos e tenham contato com o jovem, se for da vontade dele.

Atualmente, o custo médio de manutenção de cada interno é cerca de R$ 9,200 mensais, valor arcado pelo governo do Estado. “Passamos de 88 unidades para 145, e hoje temos 12.000 equipes multidisciplinares, então, este gasto determinado não é por cabeça, é quanto custa a nossa máquina para se chegar até aqui. A tendência é que haja redução de custos se houver investimento na questão de políticas com a municipalidade.”

Ele demonstra preocupação com os impactos que a crise econômica nacional pode gerar nestes adolescentes. “Isso vai interferir diretamente nas chances de oportunidades do egresso. A estabilidade econômica causa prejuízo direto para as condições, mas acredito que o fator econômico não é determinante para a criminalidade e à violência. Não faço nenhuma associação em relação a isso, mas a crise gera desemprego, o que impacta nestas famílias”, avaliou.

Especialistas destacam avanços e necessidade de mais mudanças

Para especialistas, a política de descentralização da Fundação Casa foi necessária. Porém, apesar de ver com bons olhos a medida de integração com os municípios, eles ponderam que ainda há o que ser feito.

Para a promotora de Justiça da Infância e Juventude de São Bernardo, Vera Lúcia Acayaba de Toledo, as unidades das região foram cruciais para maior integração com o jovem infrator. “Permitiu a proximidade dos adolescentes com a família e também um número menor de adolescentes internos na unidade. O promotor de Justiça da comarca tem um trabalho de êxito, com visitas de fiscalização e diálogo entre as secretarias estadual e municipais. Não existe trabalho isolado, como era feito antes.”

Na cidade, a integração é feita por uma comissão desde 2012, o que vem dando resultados, já que o número de entradas (registros de adolescentes infratores) vem diminuindo. “Precisou ser feito um trabalho de articulação e mobilização do MP (Ministério Público) com essa rede, propiciando diálogo entre Fundação Casa e órgãos de atendimentos, como conselho tutelar, defensoria pública e poder judiciário, além de parceira com a Universidade Metodista. A Fundação Criança acompanha esses jovens. O adolescente é do município, então, os órgãos têm obrigação de fazer trabalho em conjunto”, defende.

“Há uma impressão que a Fundação Casa se fechou muito para a sociedade. Ela precisa estar mais aberta para projetos de entidades”, destacou a professora de Políticas Públicas da UFABC (Universidade Federal do ABC) Alessandra Teixeira.

Para o coordenador da comissão da criança e do adolescente do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana), Ariel de Castro Alves, “precisam ter mais unidades de semiliberdades e femininas. Mais disponibilização de cursos profissionalizantes e programas de apoio aos egressos e familiares.”

veja matéria completa no link abaixo
http://www.dgabc.com.br/Noticia/2759396/cresce-numero-de-jovens-internos




segunda-feira, 24 de julho de 2017

Agente Socioeducativo é morto a tiros no bairro Esperança em Ipatinga

Homem usou arma com mira a laser para atirar em agente socioeducativo na rua 14, do bairro Esperança



A polícia apura as circunstâncias em que ocorreu o assassinato de um agente do sistema socioeducativo em Ipatinga. 

O assassinato foi registrado por volta de 22h de sábado (22), na rua 14, bairro Esperança, onde Leonardo Oliveira da Silva, de 35 anos, foi morto a tiros. Leonardo era lotado na Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas e trabalhava no CSE, no Centro de Ipatinga. 

O alvo do crime, entretanto, poderia ser outra pessoa, um amigo da vítima. Pelo menos é o que indica a versão do caso apresentada à polícia por outros dois homens, Jean silva Costa, 31 anos e Marcelo Batista Peixoto, de 35 anos.

Jean e Marcelo contaram à polícia que os dois estavam a bordo de um Fiat Siena e foram à rua 14 onde se encontrariam com uma mulher, namorada de Jean. Os dois amigos eram seguidos pelo agente do Sistema Socioeducativo, Leonardo Oliveira, que estava em uma motocicleta.
 Ao chegar ao local, assim que a mulher ia entrar no veículo, aproximou-se rapidamente um indivíduo, não identificado, com capuz na cabeça e portando uma arma com mira a laser apontando na direção da mulher, que correu e abrigou-se atrás de uma residência.

O criminoso acionou a arma por diversas vezes, mas os tiros falharam, inicialmente. Depois saiu um disparo. Jean também saiu correndo do local e alega que somente ao chegar em outra rua descobriu que tinha sido atingido pelo tiro.

Marcelo, que dirigia o Sienna, fugiu no carro, sentido ao fim da rua, que não tinha saída. O condutor teve que retornar e avistou Leonardo em luta corporal com o homem armado. Mais tiros foram efetuados e o atirador saiu correndo. Quando se aproximou de Leonardo percebeu que o amigo já estava morto. A motivação do crime ainda é apurada. Na cena do crime foram recolhidas cápsulas de pistola calibre 9 milímetros.

O que se sabe é que a mulher mantinha relacionamento com Jean, após ter rompido o relacionamento com outro homem, há alguns dias. Esse homem está sendo procurado pela polícia como suspeito do crime. Há um segundo suspeito que também é procurado.

Conhecidos de Leonardo informaram que a vítima morava na rua Joel, no bairro Canaãzinho e já trabalhou na antiga Mavimoto/Honda, antes de ser agente socioeducativo. Pelas redes sociais amigos lamentaram a morte de Leonardo.

http://www.diariodoaco.com.br/ler_noticia.php?id=51892&t=agente-socioeducativo-e-morto-a-tiros-no-bairro-esperanca-em-ipatinga