quinta-feira, 20 de abril de 2017

Dois adolescentes tentam matar agente socioeducativo no Pomeri com pedaços de ferro

Armados, menores atacam agente no Pomeri; adolescente diz ser do CV

A Polícia Militar precisou se deslocar até o Centro Socioeducativo de Cuiabá (Complexo Pomeri) no bairro Planalto, em Cuiabá, para atender uma ocorrência de princípio de motim causado por dois adolescentes, na noite desta terça (18). Os menores foram detidos e encaminhados para a delegacia.


Dois adolescentes tentam matar agente socioeducativo no Pomeri com pedaços de ferro

Um agente socioeducativo de 31 anos sofreu uma tentativa de homicídio dentro do Centro Socioeducativo do Pomeri, em Cuiabá, na noite da última terça-feira (18). 

Dois internos - identificados como J.J.A.M., 17 anos e L.V.C.S., 17 anos – tentaram atacar a vítima com pedaços de ferro. Um deles disse que o homem teria xingado a sua mãe e que sabia onde ele morava.

De acordo com as informações do Boletim de Ocorrências (BO), o agente estava realizando a última distribuição de água na ala A do Pomeri quando o adolescente o chamou dizendo que queria conversar. Quando chegou lá, o menor começou a dizer que ele tinha xingado a sua mãe.

Na sequência, o infrator jogou água no rosto do agente e tentou furá-lo com um pedaço de ferro que estava amarrado em um cabo de vassoura. Ele fez diversas ameaças contra a vítima, dizendo que iria matá-la e que sabia onde o homem morava. Outro adolescente que estava no quarto, também armada com um pedaço de ferro, tentou golpear o agente novamente.

Os policiais tentaram conversar com os menores para eles entregarem os chuços, mas eles não obedeceram à ordem.
Como a negociação não estava progredindo, os próprios agentes entraram no quarto e, usando a força, desarmaram e imobilizaram os menores.
 O servidor ainda relatou que o menor disse ser membro do Comando Vermelho.

O homem teve perfurações superficiais no corpo, causadas pelos menores, que estavam com armas artesanais feitas com cabo de vassoura e ferro. Os menores, detidos e encaminhados à Central de Flagrantes, foram ouvidos pelo delegado plantonista e retornaram para a unidade socioeducativa no início da madrugada desta quarta (19).



Os adolescentes foram encaminhados para a Central de Flagrantes, onde foi registrado o Boletim de Ocorrências (BO). Eles tinham algumas escoriações, em decorrência dos dois terem resistido à prisão.

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=433552&noticia=dois-adolescentes-tentam-matar-agente-socioeducativo-no-pomeri-com-pedacos-de-ferro

http://www.rdnews.com.br/policia/armados-menores-atacam-agente-no-pomeri-adolescente-diz-ser-do-cv/83816

terça-feira, 18 de abril de 2017

vigia da Fundação CASA é morto a Tiros na Raposo.

 Um vigilante que prestava serviço tercerizado para a fundação CASA de Osasco (grande SP) foi morto a tiros no fim da tarde de ateontem, na rodovia Raposo Tavares, enquanto deixava a unidade. 

De acordo com a policia civil Mosailton santana das Mercês estava em uma moto, quando dois homens, em outra moto, passaram pela rodovia e atiraram pelas costas do vigilante sem levar nenhum pertence da vitima.

 O vigia chegou a ser levado ao pronto socorro do hospital universitario (zona oeste) mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado como homicidio simples. Procurada, a fundação CASA afirmou que lamenta o caso e se solidariza com a familia.




segunda-feira, 17 de abril de 2017

Menores ameaçam agentes com facas e fogem de centro socioeducativo

A polícia procura por menores que Conseguiram escapar de um centro socioeducativo em Justinópolis. 
Eles usaram facas para ameaçar os agentes e pularam os muros.





video

Internos fogem de unidade da Fundação Casa na Zona Leste de SP

Grupo de 26 adolescentes prendeu agentes e deixou unidade Novo Horizonte, em Guaianases, através de buraco feito em muro. Cinco foram reencontrados pela Polícia.


video



terça-feira, 11 de abril de 2017

Internos da Fundação Casa se rebelam e mantêm reféns em Araçatuba






Internos da Fundação Casa de Araçatuba (unidade 1) iniciou uma rebelião na noite desta terça-feira (11). Segundo as primeiras informações, os rebelados mantêm funcionários reféns.

Ainda não há confirmação de quantos internos participam do motim e do número de reféns.

A Polícia Militar de Araçatuba cercou a unidade pouco antes das 21h.

A Promotoria e a Vara da Infância e Juventude também foram acionadas. Conforme as primeiras informações, alguns funcionários estariam feridos.

Oficiais da PM entraram na unidade por volta das 21h20 para avaliar a situação. O efetivo da PM está sendo mantido de prontidão do lado de fora. Conforme relato de testemunha, a situação é bastante tensa no local.

Segundo a polícia, alguns reféns já foram liberados. Um deles, com ferimentos, foi levado para a Santa Casa pela equipe do Samu. O nome não foi divulgado. Um outro funcionário, também libertado, foi atendido na própria unidade.

A Companhia de Força Tática foi acionada e chegou ao local por volta das 22h. Com isso, outros policiais militares reforçam a segurança na área externa da unidade 1.

Araçatuba conta com duas unidades da Fundação Casa e ambas ficam localizadas na Estrada do Goulart.


http://www.regionalpress.com.br/2017/04/11/internos-da-fundacao-casa-se-rebelam-e-mantem-refens-em-aracatuba/#prettyphoto[group]/2/

Interno acusado de matar agente da Fundação Casa é absolvido

O funcionário da Fundação Casa de Marília foi morto com um cabo de vassoura na garganta


Em entrevista à imprensa de Marília, o advogado criminalista Ernesto Nóbile, informou que o jovem de 17 anos, de Assis, acusado de matar brutalmente um agente da Fundação Casa de Marília, é absolvido pelo juiz da Vara da Infância e Juventude de Marília, dr, José Roberto Nogueira. 



Francisco Carlos Calixto foi morto brutalmenteO jovem é acusado de no dia 4 de setembro de 2016, juntamente com mais três adolescentes, ter assassinado o funcionário Francisco Carlos Calixto , introduzindo um cabo de vassoura em sua garganta e espancado brutalmente o funcionário Sady Portela Ormonde. 

O advogado Ernesto Nóbile explica que na defesa do jovem de Assis seguiu a linha de negativa de autoria, insuficiência de provas, além de enaltecer o sagrado princípio de "in dubio pró reo". 

"Foi uma das audiências mais tristes que participei como advogado, pois os menores autores do bárbaro crime foram extremamente frios e cruéis", desabafou Ernesto Nóbile. 

Caso – A rebelião teve início na noite do dia 4, por volta das 21 horas. Os internos participaram de uma atividade realizada por um grupo religioso e quando regressavam para os dormitórios renderam um agente de apoio e iniciaram a rebelião. 

Os infratores tentaram invadir outra ala da Fundação Casa, mas Calixto tentou impedir a ação e também foi rendido. Os jovens agrediram o agente e o assassinaram introduzindo um cabo de vassoura em sua garganta. 

Durante a rebelião, 18 infratores conseguiram fugir da unidade escalando e pulando a muralha da unidade, que possui cerca de sete metros. 

Os jovens ainda agrediram outros três agentes e mantiveram cinco voluntários do grupo religioso reféns. A rebelião durou cerca de duas horas e foi encerrada após negociação com servidores da Fundação Casa e policiais militares.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Portão da Fundação Casa é atingido por tiro em bairro de Campinas

A fachada da Fundação Casa Maestro Carlos Gomes, localizada no bairro Vila San Martin, em Campinas (SP), foi atingida por um tiro na manhã desta segunda-feira (10). 




De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, o disparo foi feito por um suspeito que passou pelo local em uma moto e o portão de acesso de veículos foi acertado. 

Niguém ficou ferido.
Segundo a Polícia Militar, a perícia foi até o local para tentar investigar o que aconteceu e, até a publicação, ninguém foi preso. Além do suspeito que efetuou o disparo, outro homem também estava na motocicleta no momento do tiro.


http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/portao-da-fundacao-casa-e-atingido-por-tiro-em-bairro-de-campinas.ghtml

conforme links abaixo não é a primeira vez que isso acontece. 
Tem acontecido com frequência em diversos centros socioeducativos no Brasil, e nada muda, autoridades e governantes, ninguém faz nada ! 

Já está na hora de ser feito alguma coisa, antes que algo pior aconteça.
Poderia aqui falar o que deveria ser feito, mas não quero expor ainda mais a segurança.  

* tiros em porta de unidades 
 *carros queimados em estacionamento de unidades
*invasões com resgate
*invasão com agressão e tentativa de execução de servidores
*invasão com execução de interno 

vejam os links abaixo: 

http://funcanews.blogspot.com.br/2016/06/dois-carros-sao-queimados-em-patio-de.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/06/homens-atiram-contra-presidio-e-centro.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2014/05/grupo-ataca-fundacao-casa-durante.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/12/menor-e-resgatado-da-fundacao-casa-por.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2016/03/dupla-em-moto-atira-contra-portaria-da.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/11/bandido-bate-em-portao-e-atira-contra.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/08/adolescentes-fogem-apos-caminhao.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/03/homens-armados-invadem-centro.html

http://g1.globo.com/ceara/noticia/2014/07/grupo-invade-centro-educativo-e-mata-tres-adolescentes-no-ceara.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/11/em-menos-de-duas-semanas-unei-da.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2014/08/grupo-de-adolescentes-invadem.html

http://funcanews.blogspot.com.br/2014/11/grupo-tenta-invadir-unidade-da-fundacao.html

http://www.ac24horas.com/2013/09/02/bandidos-invadem-centro-socio-educativo-para-resgatar-internos/

http://funcanews.blogspot.com.br/2015/11/bandido-bate-em-portao-e-atira-contra.html

sábado, 8 de abril de 2017

Agente do Degase é baleado durante tentativa de sequestro

De acordo com informações do sindicato da categoria, vítima teve o carro roubado pelos suspeitos

Rio - Um agente do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) sofreu uma tentativa de sequestro, por volta das 18h desta sexta-feira, na porta do Educandário Santo Expedito, unidade de internação para menores infratores.  O órgão fica no terreno anexo ao Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com informações do Sindicato dos Servidores do Departamento Geral de Ações Socioeducativas ( Sind-Degase), André Jesus saía da unidade, quando foi abordado por dois homens armados que aparentavam ser menores de idade. Os suspeitos teriam ordenado que o agente entrasse dentro do carro.

Ainda segundo o Sind-Degase, a vítima temendo ser torturada e morta, teria pulado do veículo em movimento. A dupla reagiu e André foi baleado de raspão no peito pelos suspeitos. André foi até o 14º BPM (Bangu) onde recebeu o socorro de policiais militares. Ele foi encaminhado ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste, onde passou por atendimento médico e foi liberado.

O homem teve o veículo roubado pelos suspeitos. A ocorrência foi registrada na 34ª DP (Bangu).

http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2017-04-07/agente-do-desage-e-baleado-durante-tentativa-de-sequestro.html

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Servidores de unidades socioeducativas criticam tempo maior de internação para infratores

Representantes de servidores de unidades destinadas ao cumprimento de medidas socioeducativas por adolescentes infratores classificaram o sistema atual como “caótico” e manifestaram preocupação com o eventual aumento do período de internação – de três para dez anos – no caso de atos infracionais equivalentes a crimes hediondos.

Audiência Pública e Reunião Ordinária. Cristiano Torres, presidente do Conselho Nacional de Entidades Representativas dos Profissionais do Sistema Socioeducativo - CONASSE

Essa medida está prevista em um dos 53 projetos (PL 7197/02 e apensados) analisados pela comissão especial sobre mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90).

Para Cristiano Torres, presidente do conselho nacional que reúne entidades representativas dos funcionários das unidades, aumentar o período de internação sem adotar medidas complementares “é suicídio”. “Não temos condição de manter lá pessoas de 26 anos ou mais. Em alguns lugares, há rebeliões todos os dias e não temos condições mínimas de serviço”, apontou.

Audiência Pública e Reunião Ordinária. Cristiano Torres, presidente do Conselho Nacional de Entidades Representativas dos Profissionais do Sistema Socioeducativo - CONASSE
Cristiano Torres: aumentar o período de internação sem adotar medidas complementares é "suicídio"


Hoje, um adolescente infrator pode ser mantido em uma unidade socioeducativa até os 21 anos de idade. Caso a elevação do tempo de internação para dez anos vire lei, o infrator poderá permanecer nos centros até os 28.

Além do aumento da infraestrutura física das unidades e do número de funcionários, Torres sugeriu duas medidas: a inclusão dos servidores do sistema na lista de carreiras típicas de Estado (o que exige uma emenda à Constituição) e a adoção de uma Lei de Execução Penal voltada aos adolescentes infratores.

O presidente da comissão especial, deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), concordou com a sugestão de equiparação dos servidores das unidades com os do sistema de segurança pública. “Não podemos negar que os trabalhadores do socioeducativo atuam diretamente na área de segurança. Há unidades unidades que são verdadeiras cadeias”, afirmou.

Proposta
O relator da comissão especial, deputado Aliel Machado (Rede-PR), pretende apresentar ainda neste mês o substitutivo para as 53 propostas em exame. Ele não quis antecipar se vai ou não defender o aumento do período da medida socioeducativa, mas questionou a medida.

“Para o adolescente de 12 anos, um ano é muito mais tempo, pois é a fase de desenvolvimento dele. Não podemos achar que a punição vai resolver o problema”, disse.

Para Machado, o Estado tem de ser responsabilizado pelo não cumprimento das medidas preventivas do ECA. “Esses jovens vivem uma realidade de problemas econômicos, de vulnerabilidade, não vão à escola e são mantidos em lugares às vezes piores que presídios”, comentou.

Audiência Pública e Reunião Ordinária. Dep. Aliel Machado (REDE-RS)
Aliel Machado: o Estado tem de ser responsabilizado pelo não cumprimento das ações preventivas estabelecidas pelo ECA


Caos
Presidentes de sindicatos estaduais dos servidores dos centros socioeducativos também citaram dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores. “As unidades não têm capacidade de abrigar mais ninguém”, afirmou Bruno Menelli, do Espírito Santo.

“De norte a sul do País, a realidade é uma só: o sistema socioeducativo está um caos. Os estados têm terceirizado os funcionários para as organizações sociais, só para transferir o problema”, acrescentou Roberto Condé, de Goiás.

“Se aumentar o período de internação, precisaremos triplicar ou quadruplicar o número de servidores”, comentou Aldo Damião, de São Paulo.

Aplicação do ECA
Diante dos depoimentos, as deputadas Carmen Zanotto (PPS-SC) e Erika Kokay (PT-DF) defenderam a aplicação do ECA em vez da elevação do tempo de internação.

“O sistema penal não recupera ninguém, e esses centros socioeducativos não estão funcionando como deveriam”, sustentou Zanotto.

“Não existem as políticas básicas previstas no estatuto; medidas protetivas implementadas pelos conselhos tutelares não são cumpridas”, destacou Kokay.

A audiência pública foi pedida pelo deputado Laerte Bessa (PR-DF). Ele ressaltou a importância de conhecer a visão de quem trabalha diretamente com o sistema socioeducativo.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

PL-7197/2002
Reportagem - Antonio Vital
Edição - Marcelo Oliveira

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/DIREITO-E-JUSTICA/528490-SERVIDORES-DE-UNIDADES-SOCIOEDUCATIVAS-CRITICAM-TEMPO-MAIOR-DE-INTERNACAO-PARA-INFRATORES.html



Agentes passam por capacitação para formar Setor de Segurança

Agentes do Sistema Socioeducativo, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh-MT), iniciaram, nesta semana, um curso de segurança.

A capacitação é necessária para a criação do Setor de Segurança Socioeducativa, que será responsável por ações de suporte a todas as unidades do sistema. Vinte e um agentes participam do curso, que terá abordagens sobre a legislação vigente, procedimento padrão e, ainda, a parte prática.



O superintendente do Sistema Socioeducativo, Edson Pereira Cruz, explica que o Setor de Segurança em Ações Socioeducativas dará apoio às instituições que atuam no ambiente socioeducativo e terá como base o município de Cuiabá. Contudo, a atuação poderá ocorrer em qualquer Centro de Atendimento Socioeducativo do estado.

“Há uma necessidade constante de especialização nas questões de segurança no contexto socioeducativo, mas estas não podem se sobrepor à garantia dos direitos dos adolescentes que estão em medidas socioeducativas. Assim, o curso visa capacitar estes profissionais para atuarem garantindo segurança aos adolescentes, aos servidores e à instituição, dentro da legalidade”, enfatiza Edson.



No conteúdo do curso constam disciplinas como políticas públicas e sistema de garantia de direitos; violência institucional e crimes sob a ótica dos Direitos Humanos; Socioeducação, Segurança e Direitos Humanos; Ética na Administração Pública; Mediação de conflitos; Condicionamento físico; Gerenciamento de crise; Prevenção e controle de incêndios; Primeiros socorros; Uso diferenciado do uso da força; Legislação; Procedimento padrão e procedimento de revista.

A capacitação vai até o dia 18 de abril, com aulas teóricas, no auditório do Complexo Pomeri, no bairro Planalto, em Cuiabá.

http://www.sejudh.mt.gov.br/-/6060877-agentes-passam-por-capacitacao-para-formar-setor-de-seguranca