segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Sitraemfa busca parcerias na ALESP para garantir direitos à categoria da Fundação CASA










presidente do Sitraemfa e diretoria com chefe de gabinte





No dia 07 de dezembro o presidente do Sitraemfa, Julio Alves, com os diretores sindicais Domingos, Valdecir e Doca foram à Assembleia Legislativa de São Paulo, no gabinete do Deputado Estadual pelo PCdoB Pedro Bigardi para buscar uma solução na garantia de direitos dos trabalhadores da Fundação CASA.Na ocasião o chefe de gabinete, Jose Carlos Pires representando o deputado, pediu informações sobre a base da categoria do Sitraemfa, após explanação, Julio informou sobre a discrepante diferença salarial que chega ao absurdo de 85% entre os trabalhadores da Fundação CASA que exerce as mesmas funções. “Pedimos aos parlamentares que se unam para termos a isonomia salarial dentro da Instituição e ainda pedimos um novo modelo de Plano de Cargos e Salários, pois o atual só consegue contemplar apenas 30% dos trabalhadores”, afirma Julio.O trabalho dentro da Instituição não é fácil haja vista que nos últimos dois concursos de 3 mil vagas apenas 700 trabalhadores continuam na Fundação. “Não podemos deixar que dois trabalhadores “cuidem” de 50 adolescentes Este é um fato que gera a insegurança dentro das unidades.” Ressalta o presidente.Os parlamentares desta CASA precisam ter um “novo olhar” para este segmento da sociedade e um ponto crucial que precisamos encaminhar é sobre a regulamentação do Estatuto da Criança e do Adolescente, iniciando dos artigos 118 e seguintes, que tratam das medidas sócio educativas.A pauta da campanha salarial de 2012 será direcionada para apreciação da CASA serão avaliados o piso salarial por categoria, segurança no trabalho e isonomia. Para o próximo ano será agendada audiência pública, reunião com líder do governo para verificar a possível reabertura do projeto de Lei que estende a periculosidade para os trabalhadores da Fundação CASA.
















Deputado Pedro Bigardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Postar um comentário